Mondo Interativo

Automobilismo, literatura, música, política e o que vier!

  • EDITORIAL 25/09/07

    Ron Groo pergunta: Você gosta de pombos? Veja porque o editor pede a cassação das aves. Isto mesmo 'cassação'.
  • Visão Feminina

    "Um Ser de Luz": Val Vaz depois de um longo hiato vem apresentar Clara Nunes a uma geração que não sabe o que perdeu. Para resgatar a memória e se emocionar.
  • O Grande Circo

    "E lá se vão 50 anos" Paulo Alexandre nos conta um pouco da história do início da corrida ao espaço. De Laika e Sputinik.
  • Sala Vip

    "Entradas e Bandeiras": Ron Groo dá nome e sobrenome a punição imposta a Ana Paula de Oliveira pela CBF. "É Machismo e é nojento" Alguém discorda?
  • Super Pole

    "Prodígios e precoces": Felipe Maciel observa a chegada dos novatos na F1 e levanta questões sobre o futuro
  • Miscelânia

    "A ironia da política brasileira, 15 anos após o Impeachment": observando a absolvição de Renan Calheiros, em votação secreta, surge a comparação com a cassação de Collor e a dúvida: o que desaprendemos do processo democrático?
  • Internauta

    Espaço para receber colaborações de leitores e convidados. Nesta semana: Wolverine: Prelúdio. Saiba da origem do mutante mais querido dos quadrinhos. Herói? Vilão? Leia o texto de Walter Malerba e decida você mesmo.
  • Foto de Miss Pit

    "Ralf Shumacher" Miss Pit decifra o que passa na cabeça do grande amigo do muro de Indianapolis.
  • Futeblogando

    "29ª, 30ª e 31ª rodadas do Brasileiro": Charles Nisz analisa os últimos jogos do campeonato mais importante do país.
  • Notícias

  • Calendário

    agosto 2007
    D S T Q Q S S
        set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  

Pilha de papel pode gerar energia suficiente para mover carros no futuro

Posted by Bernardo Bercht em agosto 20, 2007

Pilha de papel, pouco maior que um seloNa linha, “O que mais vão inventar?”, pesquisadores americanos acabam de anunciar a primeira pilha de papel. O artefato é um pouco maior do que um selo, mas se você lamber ele, por enquanto, não vai ter mais do que uma coceirinha na língua. A bateria de celulose gera apenas 2,3 volts, suficiente apenas para acender uma lâmpada pequena.

Mesmo assim, a equipe responsável pelo projeto acredita que a pilha de papel poderá ser a fonte enérgica portátil do futuro. Robert Linhardt, professor do Instituto Politécnico Rensselaer, revela que dispositivos manufaturados no tamanho de uma folha de papel comum deverão gerar força suficiente para abastecer veículos elétricos.

Enquanto as pilhas convencionais possuem diversos componentes, disperssando uma parte de sua carga na forma de calor, a bateria de papel integra todos eles num só conjunto, sendo mais eficiente. “Quando se usa artigos integrados, não se verifica problemas como tempo para aquecimento, perda de potência ou mau funcionamento de componentes. Além disso, quando se transfere eletricidade de um componente para outro, perde-se energia. Já com o artefato integrado, não há tanta perda de potência”, aponta o pesquisador.

A pilha de papel é formada por nanotubos de carbono de milésimos de milímetro de espessura. Esses minúsculos elementos são implantados em um pedaço de papel que foi mergulhado previamente em uma substância condutora de eletricidade. Essa composição dá uma dinâmica sem precedentes para a bateria. Ela pode ser amassada, dobrada e moldada da forma que melhor se adaptar a qualquer produto e ainda assim manter seu funcionamento normal.

Embora a corrente produzida no momento seja pequena, Linhardt disse que aumentar a potência deverá ser fácil. “Se empilharmos 500 folhas, a voltagem aumentará 500 vezes. Se rasgarmos o papel ao meio, reduziremos a potência em 50%. Isso mostra que podemos controlar a potência e voltagem.”

Projeto não é inédito

Em 1979 já havia sido desenvolvido um produto com a denominação “Paper Battery” (bateria de papel). Também era uma pilha flexível e de pouca espessura, só que não era produzida com papel comum.

A desvantagem é que essa bateria precisava ser pré-moldada no formato desejado e funcionava com diversos componentes como a tradicional, desperdiçando energia no processo.

Fontes e fotos: Proceedings of the National Academy of Sciences e Panasonic
Anúncios

2 Respostas to “Pilha de papel pode gerar energia suficiente para mover carros no futuro”

  1. Andrade said

    Impressionante, imagina o tamanho que alguns aparelhos irão alcançar com uma bateria dessas, o que já era pequeno, irá ficar mais ainda…

    Muito interessante o blog, irei adicioná-lo aos favoritos. Também possuo um blog, no canto esquerdo possuo uma área que chamo de “Parceiros”. Irei adicionar o seu blog lá, acho uma boa idéia você também fazer no seu, porém, no canto direito, logo abaixo do calendário!

    Boa sorte!
    Abraços

  2. Clarinha said

    Que interessante! Em vários aspectos!! Vou enumerar alguns.
    Primeiro tenho q destacar a relevância pra q eu finalmente saiba a resposta de uma pergunta q respondi tão convincentemente qdo fiz a “Feira do Conhecimento” na escola sobre “Nanotecnologia”:
    – Ora…como assim qual o tipo de energia que os nanorobozinhos vão usar? A nanotecnologia vai revolucionar as formas de obtenção da energia, mas essa parte a Giu q vai explicar.

    Brincadeirinha…eu assumi q nem tava mto bem definido.

    Ok, terminando e obtendo o êxito de simplificar…q é justamente o último tópico a ser abordado: Tô pensando só em como vão ficar mto mais fáceis os exercícios de cálculo de potência em eletricidade!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: