Mondo Interativo

Automobilismo, literatura, música, política e o que vier!

  • EDITORIAL 25/09/07

    Ron Groo pergunta: Você gosta de pombos? Veja porque o editor pede a cassação das aves. Isto mesmo 'cassação'.
  • Visão Feminina

    "Um Ser de Luz": Val Vaz depois de um longo hiato vem apresentar Clara Nunes a uma geração que não sabe o que perdeu. Para resgatar a memória e se emocionar.
  • O Grande Circo

    "E lá se vão 50 anos" Paulo Alexandre nos conta um pouco da história do início da corrida ao espaço. De Laika e Sputinik.
  • Sala Vip

    "Entradas e Bandeiras": Ron Groo dá nome e sobrenome a punição imposta a Ana Paula de Oliveira pela CBF. "É Machismo e é nojento" Alguém discorda?
  • Super Pole

    "Prodígios e precoces": Felipe Maciel observa a chegada dos novatos na F1 e levanta questões sobre o futuro
  • Miscelânia

    "A ironia da política brasileira, 15 anos após o Impeachment": observando a absolvição de Renan Calheiros, em votação secreta, surge a comparação com a cassação de Collor e a dúvida: o que desaprendemos do processo democrático?
  • Internauta

    Espaço para receber colaborações de leitores e convidados. Nesta semana: Wolverine: Prelúdio. Saiba da origem do mutante mais querido dos quadrinhos. Herói? Vilão? Leia o texto de Walter Malerba e decida você mesmo.
  • Foto de Miss Pit

    "Ralf Shumacher" Miss Pit decifra o que passa na cabeça do grande amigo do muro de Indianapolis.
  • Futeblogando

    "29ª, 30ª e 31ª rodadas do Brasileiro": Charles Nisz analisa os últimos jogos do campeonato mais importante do país.
  • Notícias

  • Calendário

    agosto 2007
    D S T Q Q S S
        set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  

Semana começa sem dramas nas bolsas de valores (ao menos começa)

Posted by Bernardo Bercht em agosto 20, 2007

Foto de Ian BritonDepois dos abalos que a economia mundial sofreu na última semana, que pareciam tão fortes quanto os tremores peruanos, essa semana começa com um cenário bem menos (se não for possível dizer “nada”) dramático. Foram seis dias de ensaio Shakespeariano das bolsas, sempre no ritmo de “há algo de podre nos créditos subprime americanos”, parafraseando as imortais linhas de Hamlet.

Quando as bolsas fecharam seus pregões na sexta-feira, o FED, banco central dos Estados Unidos, já tinha arregaçado as manguinhas para estancar os respingos “radioativos” do mercado imobiliário em chilique dos americanos. Ao baixar os juros de 5,75% para 5,25%, o banco injetou novo ânimo nas bolsas mundiais.

Dow Jones (+1,82%), Nasdaq (2,2%) e Standard & Poor”s (2,46%),os principais indicadores dos EUA, tiveram “alta decente, indicando que alguns dos piores medos de uma crise de liquidez estão sendo aliviado”, apontou o estrategista-chefe do Prudential International Investments, John Praveen. Enquanto isso, nossa querida Bovespa conseguiu parar o sangramento de seis dias e fechou a sexta-feira com índice positivo de 1,13%.

Na China, mercado com maior crescimento de influências por motivos óbvios (só para não deixar passar, mercado em expansão megalomaníaca), e na Europa, os reflexos da ação do FED foram os mesmos, recuperação das ações.

Se não se concretizar mais nenhum tremor financeiro, no fim, tudo pareceu com uma grande oportunidade para quem comprou ações baratinhas no pior dia dessa “crise virtual” causada pela “possível inadimplência” dos hipotecários norte-americano…

Fontes: Agência Estado/Reuters
Foto: Ian Briton/Free Photo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: